Apronfundar

© Luanda M.S. Cabral
                           
                         Aprofundar em mim. É algo tão distante da superfície que sou. Superfície muito clara, evidenciando no meu olhar cada pensar que após, revela-se no meu agir. Mergulhar é algo corajoso, mas, no entanto não mergulhar é acanhado. Sinto que sou mais completa quando vou até meu íntimo exploro o que sou e aquilo que não sou. Desvendo os meus mistérios, encaro minhas complexidades, algumas eu venço de prontidão. Outras estou travando uma luta gigantesca com o meu eu. Fui vencida por umas, mais delas eu não tenho medo. Entendi que quando eu me perco, para voltar a beira de meu lago torna-se complicado, visto que quando eu naufrago em mim é mais difícil retornar do que emergir. Dentro do mar existem várias espécies de peixes, inúmeros segredos destemores e tremores, e alguns receios, imagino até amores. Porém, em outra terra onde não há casa explora-se com muita mais facilidade daquilo que é precipitado e reflete o pouco. Compraz se mais, injúria-se muito por tampouco tumulto de almas que não tem apreço por si mesmo. Não desejo me perder, antes pretendo cultivar cada semente dentro da imaginação que tenho sobre mim. Permitir que eu possa ir mais longe, ir mais fundo encontrar o meu tesouro. Exprimir terminantemente a vontade de estudar a fundo o ente consciente daquilo que sou. Eu me pertenço, sou um presente de mim mesmo, e todos os dias posso fazer o melhor por mim. Perdemos tanto tempo nos tornando aquilo que não somos afim de dar razão aos pensamentos alheios, confusos, complexos e desconexos fronte do que realmente somos. Anuir, procurar, poder, requerer, fazer, permitir, admitir, tornar a ser, desejar e amar. Ver-se. Está a vista de mim mesmo no tempo em que se fala e do que fala: Presente. Ah, o profundo, sempre me trouxe desejos indiscretos de saber um pouco mais sobre mim. Exercitar sobre o meu eu afim de reconhecer meus erros e fracassos, suportá-los e reutilizá-los sobremodo mais eficaz na orta de minha inteligência. Rever cada ato com esmero cuidado e esforço, para que atente-me a cada detalhe da percepção intelectual e emocional daquilo que sou: Eu.
(Luanda M.S. Cabral)

0 Sonhadores:

Sonhe também...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Sonhos de Menina ... Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review