Olhos nos Olhos

© Luanda M.S. Cabral
É eu bem sei, 
Sim, ele nunca me esqueceu!
Lembro da última carta em que ele me escreveu, 

Pude sentir o doce meio amargo das lágrimas que escorriam
Me parecia mais um rio salgado.
Eu que não pude mais evitar o furacão que dentro de mim já existia,
Do novo olhar, semblante reluzente a me iluminar.


Me apossei duma caixa de fósforo e pus a queimar, tudo quanto me fazia recordá-lo.
Eu queria esquecer.
E sabe de uma coisa: CONSEGUI.
Quanto a ele, bem, eu já não posso garantir.
(Luanda M.S. Cabral)

0 Sonhadores:

Sonhe também...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Sonhos de Menina ... Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review