Reciprocidade

© Luanda M.S. Cabral
No Amor há reciprocidade
                          Por muito tempo em minha vida amei. Loucamente amei! E no fim da insanidade pude perceber, que embora amasse não era algo correspondido, solitariamente magoei-me.
                           Deveras, senão há um sentimento compartilhado, sobrou-me uma coração repatido, esmigalho, via-se em pétalas de rosas todas em pedaços e volta e meia regadas com salinas. Ainda que eu lutasse, não havía forças, e de tu que criara até ali, sobrou sonhos inacabados e projetos como em prédios e sem tijolos, massa e pedreiro. Mas, o que tem? Que importa se quando eu amei embora inflado o peito, queria aludir-me, não havía ninguém. Então, pude perceber que não podia sofrer por aquilo que não tive, e de todo meu amor que declarava ser, recilei-me e a entender que tudo que foi investido retornou em abundância da maneira que nunca imaginei receber. É por esta simples razão, que hoje o meu amor transborda.
                           Acredite! Tudo que seja intenso um dia, uma hora nos retorna a saborear e lamber os dedos e as bordas.
(Luanda M.S. Cabral)

0 Sonhadores:

Sonhe também...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Sonhos de Menina ... Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review