Deixa pra lá

© Luanda M.S. Cabral
                                    O cansaço, o desânimo, a falta de ar e de viver, as agulhadas da depressão, as ondas, os mares e mares, as guerras interiores, as guerrilhas sociais, as empatias, e toda falta do que fazer, eu deixo tudo pra lá. Confesso que cansei. Até das brigas sem motivo, para que brigar conversar faz tão bem, e até o tempo chega a passar bem devagar, se aproveita mais, se vive mais, dessas coisas sem sentido que insister em ter razão, eu declaro a minha falta de indiguinação, a minha mais profunda falta de crer que isto leve algum ser há algum lugar, é lugar nenhum. Aquela conversinha, meio sanduíche natural, venha a valer mais a pena do que versos incertos jogados ao vento, sem tempo e momento, só por fazer e falar. Cansei de reclamar, de querer as coisas no meu tempo, de fortalecer minhas vontades para que tudo aconteça e tudo da maneira como eu quero e decido. Percebo que algumas questões não dependem de mim, embora eu queira tomar posse do controle, cabe a mim até onde vão os meus dedos, dali a diante é algo sobrenatural...
                                    Meus olhos vão até onde minha vista alcança, o restante já não vem de mim, vem do impossível e este está nas mãos do Senhor, ele sim é o Deus do impossível e este faz acontecer! Destarte: Deixa pra lá!!!!

(Luanda M. S. Cabral)

0 Sonhadores:

Sonhe também...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Sonhos de Menina ... Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review