Paz na Guerra

© Luanda M.S. Cabral
Eu o plantei como uma parreira escolhida, uma muda da melhor qualidade. Mas veja o que você é agora! É uma parreira estragada, que não presta mais. Jeremias 2:21
Sois vós tão insensatos que, tendo começado pelo Espírito, acabeis agora pela carne?
Será em vão que tenhais padecido tanto? Se é que isso também foi em vão. Gálatas 3:3,4


SILÊNCIO
Assim se fez a oração naquele momento de guerra,
pude ver os olhos marejados, coração pulsando fortemente aos ensinamentos deste dia.
A primeira vista, quis negar-te, meu ego inflamado quer-te ao meu lado, às vezes confundo
Sei que és meu melhor amigo, mas também és meu pai! Um pai-amigo, que exorta com amor, e ensina com carinho.
Lembro-me que aquele que lhe afere um tapa ao rosto, ensina muito mais do que aquele que lhe beija a face falsamente. Aquele que lhe dá com a colher, lhe tira com a concha, e esta não volta vazia.

É preciso de silêncio, a meditar durante a guerra para se ter a paz necessária
E ouvir a voz do Espírito Santo de Deus. Por vezes esta voz tratará o âmago mais íntimo, e tocará
na ferida mais inflamada, é que quando dói se sabe que ainda está sangrando. E quando nada doer se pode ter certeza da cura.

Vai, te endireitas, diz meu pai, não me envergolhe nem me entristeça, ou tudo que foi vivido foi em vão? eu fiquei cabisbaixa a este ensinamento, mas a alegria virá sobre meu espírito, o alimento bom e saudável para meu corpo, a palavra de Deus. E eu me endireitarei acima dos passos de Jesus, dito tenho fé!

E logo após suas bem aventuranças me alcançarão.

(Luanda Melo dos Santos)

1 Sonhadores:

Poliana Fonteles disse...

SEU BLOG É MUITO FOFO... O QUE TU COLOCAS AQUI NOS FAZ VIAJAR...
ABRAÇO COM CARINHO!!!

Sonhe também...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Sonhos de Menina ... Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review