Luanda

© Luanda M.S. Cabral
Eu queria ser Poeta,
Conhecer o ofício de mergulhar nas palavras,
Realizar a proeza de desvendar o silêncio,
Encobrir o que o outro fala, mesmo quando ele não diz.

Eu queria ser íntimo dos versos,
Possuir as asas, que a inspiração pertence, mas são deles e não minhas,
E alcançar intimidade profunda da palavra que possa ser a tradução do Amor.
Mas, do poeta, eu só possuo os óculos.

Óculos são instrumentos que melhoram, ampliam a visão,
O Amor, também.
E já que não sou poeta,
O Amor é o que me resta.

Desde quando a vida me permitiu conhecer você,
Tenho experimentado a beleza do siginificado da Amizade.
Quando nossos caminhos se encontraram,
Foi amizade a primeira vista.

Você entrou no meu mundo,
Sua presença quando os dias eram difíceis,
Quando pensei que felicidade era coisa do outro mundo,
Nossas conversas me convenseram de que devia continuar.

Suas alegrias despertando minhas alegrias,
Suas risadas me fazendo rir também,
Nossas madrugadas de conversas,
Vida tropeçando em pequenas coisas.

Costura do tempo nos aproximando sempre mais.
Mais, quando surgiram nossas diferenças,
Quando descobrimos nossos maiores defeitos,
Ouveram Manifestações de Protestos de nossas Almas.

Crises Nervosas,
Discursos desaforados,
As promessas de que não iria mais falar com você,
E muito blá blá blá...

Mais, depois a saudade,
A ausência gritante,
O arrependimento,
O pedido de Perdão.

E o perdão é a continuidade do Amor,
Obrigada por ter me ajudado a compreender isto.
Estar ao seu lado é sempre motivo de UNIÃO.
Quando estamos juntos a amizade ganha um significado diferente.

Retiramos dias comuns do calendário e transformamos em feriado,
Extraímos felicidade das coisas mais simples,
Multiplicamos a graça Divida a todo instante,
Eu não sei dizer bem quem eu sou sem que me lembre de você, pois juntos passamos e vencemos e chegamos aqui.

Se da minha vida eu sou o sujeito, você é o adjetivo,
Você me empresta qualidade,
Você me devolve quando me roubam,
Ajuda a me encontrar quando estou perdido.

Pode até ser que uma dia a gente venha a se perder nas distâncias deste mundo,
Pode ser que um dia a gente se separe,
Pois, nem sempre podemos fazer o que queremos fazer,
Mais, uma coisa é certa!

Se pela força da distância você se ausentar,
Pelo poder que há na saudade você há de voltar.
Mesmo que o tempo passe,
Você fique velhinha,
E viva aquela frase: "QUE SAUDADE DA MINHA JUVENTUDE".
Mesmo que perca todos os adjetivos,

Dentro de mim você continuará tendo significado,
E haverá sempre um lugar na minha casa para você chegar quando quiser,
Eu não gostaria que a morte nos alcançasse sem antes poder lhe dizer
OBRIGADA LUANDA.

Amar é algo além de nós que nos faz ETERNOS,
Acolhe e abraça e não deixa morrer,
Retira da mira do tempo,
E aconhega a pessoa amada na certeza.

Você não vai só passar na minha vida,
Hoje neste dia em que a vida nos proporciona um encontro nesta página,
Neste instante em que seus olhos se ocupam das palavras que meu coração resolveu improvisar
Eu gostaria de agradecer pelas inúmeras vezes que você me enxergou melhor do que Sou.

Pela sua capacidade de me olhar devagar,
Já que nessa vida muita gente me olhou depressa demais,
Obrigada por não ter desistido de mim,
Obrigada pelo seu dom de multiplicar o que sou e o que posso,

Eu que na solidão dos meus dias, fui tentado a pensar pequeno,
Quando a encontro sou sempre surpreendido com seu poder de me fazer ver o mundo com as mesmas lentes de um poeta,
Obrigada Luanda, hoje e sempre.
O que nos torna amigos, é a capacidade de sermos muitos, mesmo quando somos dois.

E com certeza, acima de tudo, o poder do Espírito Santo de Deus.

Me perdoe por ainda não ser perfeito no Amor. Mais um dia a gente chega lá.
Abraço Amiga.
(Guido Diogo Borges de Siqueira)
____________________
Não precisa nem dizer o quanto eu chorei lendo isto não é? São tantos anos de Amizade, meu Deus, que eu só posso chorar, e agradecer tudo que ele tem feito em minha vida. Amo muito minha família de sangue e aquela de Sintonia, que são meus amigos.

E o Guido, é meu irmão, me proporcionou Amor, Amizade, Sinceridade, me deu uma família, rs, a tanto que sua mãe é minha MÃE também, seus primos meus primos, suas tias minhas tias.
Só me resta chorar, rs, pois fico muito emocionada ao ler esta bela homenagem, e agradecer a Deus, pois eu sempre lhe pedi amigos, e um amigo assim! Deixo este lindo poema, não para auto homenagear, mais por que suas palavras e seu escrever, se tornam lindos a qualquer que o ler.

Meu muito Obrigado.
(Luanda Melo dos Santos)

1 Sonhadores:

Alma Inquieta disse...

Olá Lu!

Muito obrigada pelo carinho e pelas palavras nestes momentos tão difíceis que a vida me reservou!

Um beijo enorme!

Sonhe também...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Sonhos de Menina ... Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review